Vacinar Portugal

Covid-19: vacinas para crianças chegam a partir de 20 de dezembro

Primeiro-ministro garante que o país está preparado, se a comissão técnica recomendar a vacina às crianças entre cinco e 11 anos.

O primeiro-ministro, António Costa, diz que, se a Comissão Técnica de Vacinação recomendar a vacina às crianças entre os 5 e os 11 anos, o país estará em condições de assegurar as vacinas contra a covid-19. O primeiro lote, de 300 mil da Pfizer, chegará no dia 20 de dezembro. As restantes 462 mil, em janeiro.

Em conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, António Costa adiantou que o Governo já tem o fornecimento de vacinas pediátricas contratualizado com a farmacêutica Pfizer e que garante a cobertura das mais de 600 mil crianças nesta faixa etária.

"Estaremos preparados para vacinar as 637.907 crianças que são elegíveis, estando já contratualizado com a Pfizer o calendário de fornecimentos, que começarão a chegar a Portugal no dia 20 de dezembro, tendo em vista garantir o aprovisionamento necessário das vacinas pediátricas - que são distintas.

No dia 20 de dezembro está contratada a chegada do primeiro lote de 300 mil vacinas e durante o mês de janeiro chegarão mais 462 mil", disse.

O primeiro-ministro realçou que essa medida carece ainda da validação da Comissão Técnica de Vacinação "na próxima semana", embora tenha reiterado a importância de existirem antecipadamente as "condições necessárias" para esse processo, relembrando a recomendação da Agência Europeia do Medicamento (EMA).

António Costa esclareceu ainda que a eventual vacinação das crianças deve respeitar "a vontade dos pais" e resultar de um "diálogo informado" entre pais e médicos.

EMA aprova vacina da Pfizer para crianças dos 5 aos 11 anos

A Agência Europeia de Medicamentos aprovou o uso da vacina da BioNTech/Pfizer em crianças dos 5 aos 11 anos, em duas doses mais pequenas do que as que são dadas aos adultos.

"O Comité dos Medicamentos para Uso Humano da EMA recomendou a concessão de uma extensão de indicação para a vacina Comirnaty [nome comercial da vacina do consórcio farmacêutico BioNTech/Pfizer] para incluir a utilização em crianças dos 5 aos 11 anos de idade", informa o regulador europeu em comunicado.

A vacina da Pfizer, já utilizada a partir dos 12 anos, é a primeira aprovada na União Europeia para crianças dos 5 aos 11 anos. O regulador europeu diz que, apesar das crianças serem menos suscetíveis a doença grave, continuam a transmitir a outras pessoas.

Saiba mais

► Especial coronavírus