A vacinação em Portugal e no Mundo

Regulador britânico desaconselha vacina da AstraZeneca a pessoas com menos de 30 anos

Corresponde SIC

A recomendação foi feita esta quarta-feira.

O regulador britânico para a vacinação recomendou esta quarta-feira que a vacina da AstraZeneca não deve ser administrada a pessoas com menos de 30 anos. As pessoas entre os 18 e os 29 anos vão receber, sempre que possível, outra vacina.

Quem já tomou a primeira dose da AstraZeneca, nesta faixa etária, deverá tomar a segunda dose, exceto se tiver sido vítima de coágulos sanguíneos, como conta o correspondente da SIC em Londres, Emanuel Nunes.

A recomendação foi feita esta quarta-feira à tarde e deve-se ao facto de terem sido reportados alguns casos de coágulos sanguíneos no cérebro. Embora sejam raros, o comité britânico afirma que, "com base em provas e na informação disponível é aconselhado que seja oferecida uma alternativa à vacina da AstraZeneca a jovens e adultos com menos de 30 anos".

Mas as autoridades de saúde continuam a dizer que os benefícios continuam a ser "substancialmente superiores aos riscos" e que os casos de coágulos sanguíneos são extremamente raros

Até ao dia 30 de março, o Reino Unido administrou 20 milhões de doses da vacina da AstraZeneca, desses 20 milhões, as autoridades de saúde registaram 79 casos de coágulos sanguíneos após a primeira dose: 51 surgiram em mulheres e 28 em homens. Dos 79 casos, foram registadas 19 mortes.

  • 3:26