A vacinação em Portugal e no Mundo

Vacinar crianças contra a covid-19? Pediatra fala em "riscos sérios"

Entrevista SIC Notícias

Francisco Abecasis, pediatra e intensivista, na Edição da Tarde.

Um grupo de médicos emitiu um comunicado a manifestar-se contra vacinação de crianças e jovens saudáveis contra a covid-19. Um dos relatores é o pediatra Francisco Abecasis, que esteve em entrevista na SIC Notícias.

O médico explicou que o comunicado tem como objetivo "dar voz àqueles que não têm voz, que são as crianças", ou seja, os médicos quiseram transmitir "uma palavra de cautela".

No Jornal das 7 esclareceu que os "benefícios da vacinação em crianças são bastante reduzidos" porque a doença é muito ligeira nesses casos. Pelo contrário, Francisco Abecasis salientou que há "riscos sérios em vacinar as crianças".

"Parece ter alguns riscos que não se verificaram em adultos, como a inflamação do coração, após a vacinação em adolescente e adultos jovens", afirmou, acrescentando que foram registados mais de mil casos nos Estados Unidos.

"Não é uma prioridade vacinar crianças saudáveis", disse.

Para o pediatra, a vacina contra a covid-19 não devia ser administrada a pessoas com menos de 18 anos. Como exemplo, falou do Reino Unido, que esta segunda-feira decidiu vacinar apenas os menores com problemas de saúde.

"Quanto mais avança a idade, mais força tem a vacina. Ao contrário, menos força tem", refere.

"As crianças saudáveis não morrem de covid e muito raramente são internadas por causa da covid", diz.