A vacinação em Portugal e no Mundo

Terceira dose da vacina. "Nada nos indica que é essencial para a proteção"

Entrevista SIC Notícias

Imunologista Luís Graça na Edição da Tarde da SIC Notícias.

O imunologista Luís Graça realçou, em entrevista à SIC Notícias, a eficácia e a segurança das vacinas contra a covid-19. Sobre uma possível terceira dose, diz que, para já, não há dados sobre essa necessidade.

"As vacinas são eficazes, seguras e salvam vidas", afirmou, salientando que em mais de 10 milhões de doses administradas em Portugal, houve apenas alguns efeitos adversos, registados em "relatórios detalhados".

O especialista recorreu à situação da pandemia em Portugal no início do ano, com os números de infetados com covid-19 e mortes devido ao vírus muito elevados, para salientar que temos agora "números muito reduzidos".

"A diminuição da mortalidade devido à covid-19 é a ponta do iceberg que conseguimos ver", disse.

"Se víssemos o número de casos diários em diferentes grupos etários, íamos ver que houve um aumento muito grande em faixas etárias com pouca cobertura de vacinação", acrescentou, salientando que não acontece em pessoas com mais de 60 anos, com muita cobertura de vacinas.

Terceira dose da vacina

Questionado sobre uma possível terceira dose da vacina, depois de Espanha se preparar para a administrar, Luís Graça disse que, neste momento, "nada nos indica que a terceira dose é essencial para a proteção". No entanto, reconhece que pode ser mais importante para grupos mais vulneráveis.

Na Edição da Tarde da SIC Notícias, salientou também a cobertura de vacinação em Portugal:

"No nosso país existe o reconhecimento de que as vacinas são seguras e que têm um impacto muito grande na saúde e na vida das pessoas".

A ministra da Saúde espanhola confirmou esta sexta-feira que será administrada uma terceira dose da vacina contra a covid-19, tendo já sido assinados contratos com as farmacêuticas nesse sentido, embora ainda esteja por decidir quando isso acontecerá.