Violência em Moçambique

Violência em Moçambique. ONU estima ajuda humanitária a 700 mil pessoas 

Pedro Santos

Pedro Santos

Editor de Imagem

Vila de Palma ainda é palco de combates.

A ONU registou mais de 5.300 deslocados provocados pelos ataques na semana passada à vila de Palma, em Moçambique, mas estima que cerca de 700 mil precisam de ajuda humanitária.

Várias organizações não governamentais no terreno pedem apoios, principalmente bens alimentares.

Os ataques começaram em 2017 e estima-se que desde o início do conflito existam mais de 700 mil pessoas a precisar de ajuda humanitária urgente na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique.

A escalada de violência levou centenas de pessoas a procurar refugio na fronteira com a Tanzânia mas o país recusou-se a deixá-los entrar.

O ministro dos Negócios Estrangeiros garantiu que a presidência portuguesa do Conselho da União Europeia tem como prioridade o combate ao terrorismo e que vai ser enviada uma missão de apoio ao país.