Mundo

Um ato destes "exigiria a autorização pessoal" do príncipe saudita

O antigo diretor do FBI acusa Donald Trump de proteger a aliada Arábia Saudita no caso de jornalista saudita Jamal Khashoggi, desaparecido depois de ter entrado no consulado do seu país em Istambul, na Turquia. John Brennan diz mesmo estar convencido que Mohammed bin Salman, o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, tem responsabilidades no desaparecimento de Kashoggi.