Mundo

El Chapo condenado a prisão perpétua

Edgard Garrido

Narcotraficante foi considerado culpado de 10 crimes.

O traficante de droga mexicano Joaquín Guzmán, conhecido como 'El Chapo', foi esta quarta-feira condenado a prisão perpétua por um juiz federal de Nova Iorque, num processo judicial que começou em 2016 com a sua detenção no México.

Os advogados do narcotraficante mais poderoso desde o fim do 'reinado' do colombiano Pablo Escobar, em 1993, já anunciaram que vão recorrer da sentença.

Antes de ser condenado, Joaquin Guzman disse que lhe foi negado um julgamento justo acrescentando que o juiz não investigou completamente as alegações de má conduta do jurado.

"O meu caso foi manchado e você [o juiz] negou-me um julgamento justo quando o mundo inteiro estava a assistir", afirmou Guzman no tribunal, numa intervenção com direito a intérprete.

"Quando fui extraditado para os Estados Unidos, esperava ter um julgamento justo, mas o que aconteceu foi exatamente o oposto", sublinhou.

O julgamento do mediático líder do cartel mexicano de Sinaloa começou em novembro passado e terminou a 1 de fevereiro, depois de o Ministério público e a defesa de 'El Chapo' terem apresentado os respetivos argumentos finais

DAMIAN DOVARGANES

Joaquin Guzmán, de 62 anos, é acusado de dirigir entre 1989 e 2014 o cartel de Sinaloa, que enviou para os Estados Unidos da América mais de 154 toneladas de cocaína e grandes quantidades de heroína, metanfetaminas e marijuana.

De acordo com as autoridades norte-americanas, "El Chapo" tornou-se o traficante mais poderoso do mundo após a morte do colombiano Pablo Escobar, em 1993.

"El Chapo" é também suspeito de protagonizar uma campanha de assassínios e sequestros e de branqueamento de milhares de milhões de dólares.

Preso pela primeira vez na Guatemala, em 1993, e após ser condenado a 21 anos de prisão, Guzmán escapou em 2001 de uma prisão de alta segurança de Puente Grande (estado de Jalisco).

Após 13 anos em fuga, foi capturado em 2014, mas escapou um ano mais tarde de uma prisão de máxima segurança de Altiplano, perto da Cidade do México, através de um túnel com 1,5 quilómetros.

Em janeiro de 2016, e após várias tentativas, o Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, anunciou finalmente a captura de "El Chapo".

Um ano mais tarde, o suspeito foi extraditado para os Estados Unidos.

Aos 62 anos, é agora condenado a prisão perpétua. A pena deverá ser cumprida numa prisão de alta segurança no Colorado, EUA.

Eduardo Verdugo