Mundo

Primeiro-ministro do Sudão apresenta o seu governo, o primeiro pós-Bashir

Mohamed Nureldin Abdallah

Economista experiente, Abdallah Hamdok tomou posse em 21 de agosto.

O primeiro Governo do Sudão desde a destituição em abril do presidente Omar al-Bashir foi apresentado na quinta-feira pelo seu chefe, Abdallah Hamdok, um passo importante no processo de transição para o estabelecimento de um poder civil.

O anúncio do novo Governo foi adiado vários dias para dar tempo ao primeiro-ministro para escolher entre os nomes propostos pelas Forças para a Liberdade e Mudança (FLC), ponta de lança da contestação que levou à queda do presidente Bashir, e pelos militares que o depuseram sob a pressão da rua.

Anunciado numa conferência de imprensa, o Governo é composto por 18 membros, incluindo quatro mulheres, entre as quais a ministra dos Negócios Estrangeiros, Asma Mohamed Abdallah, segundo um correspondente da agência France-Presse.

O Sudão conta com um Conselho Soberano na sequência da assinatura em 17 de agosto de um acordo histórico entre o conselho militar de transição, que sucedeu a Bashir, e os líderes dos protestos.

O Conselho Soberano integra cinco militares e cinco civis, além de um 11.º membro eleito pelos restantes.Segundo o acordado entre os militares e a oposição, o país terá também um Conselho de Ministros e um Conselho Legislativo transitórios até à realização de eleições democráticas.

O acordo estabelece as grandes linhas do período de transição, que deve durar um pouco mais de três anos. Um dos primeiros desafios do Governo será recuperar a economia de um país que sofreu sanções norte-americanas durante duas décadas.

Lusa