Mundo

Harry e Meghan em guerra aberta contra imprensa britânica

Siphiwe Sibeko

Príncipe Harry surgiu em defesa da mulher contra a imprensa britânica de tabloides, considerando que a perseguem "sem piedade" como aconteceu com a sua mãe, a princesa Diana.

O príncipe Harry avançou com uma queixa contra o jornal The Sun, confirmada pelo proprietário da publicação, abrindo assim uma guerra com a imprensa britânica depois de, na quarta-feira, ter anunciado que iria processar o Mail on Sunday.

A queixa contra o The Sun foi confirmada pelo seu proprietário.

"Confirmamos que uma denúncia foi feita pelo duque de Sussex", disse o News Group Newspapers, dono do The Sun (o tabloide mais lido do Reino Unido).

Segundo vários meios de comunicação foi também apresentada uma queixa contra o Daily Mirror.

Na quarta-feira, o príncipe Harry surgiu em defesa da mulher Meghan contra a imprensa britânica de tabloides, considerando que a perseguem "sem piedade" como aconteceu com a sua mãe, a princesa Diana.

"O meu maior medo é que a história se repita", explicou o príncipe Harry. "Perdi minha mãe e agora vejo a minha esposa a tornar-se vítima das mesmas forças poderosas".

Perseguida por 'paparazzi' de motociclos, "Lady Di" morreu em 31 de agosto de 1997 num acidente de carro em Paris.

Num longo comunicado divulgado na quarta-feira, o príncipe escreveu que a mulher tornou-se "numa das últimas vítimas da imprensa tabloide britânica que faz campanhas contra indivíduos sem pensar nas consequências --- uma campanha implacável que escalou no último ano".

O Mail on Sunday publicou parte de uma carta escrita à mão por Meghan Markle endereçada ao pai. O artigo onde constam fotografias da carta continua 'online' e data de fevereiro de 2019.

Lusa