Mundo

283 pessoas infetadas em Itália

283 pessoas infetadas em Itália

54 novos casos de infeção, nas últimas 24 horas.

Com quase 300 casos de infeção confirmados, Itália é o 4º país do mundo, com o maior número de doentes com a pneumonia viral, depois da China, do Japão e da Coreia do Sul.

A maior parte dos casos italianos está concentrada no Norte do país, mas, esta terça feira, já foram anunciados dois novos contágios. Um em Florença, no centro, e outro em Palermo, na Sicília, ao sul. Os mortos eram todos pessoas com doenças crónicas ou problemas graves de saúde.

As autoridades tentam perceber como se propagou o coronavírus e acreditam que terá começado em Codogno, uma pequena localidade da província de Lodi, na Lombardia.

Mas ainda não descobriram o chamado paciente zero e, portanto, não sabem o percurso do contágio.

Para já, estão isoladas as populações de 11 municípios.

Em muitas destas vilas e aldeias, os habitantes podem circular sem restrições, dentro dos limites da localidade. Mas as ruas estão praticamente vazias.

Em várias regiões do norte de Itália, estão fechadas as escolas e universidades, proibidas as manifestações ou eventos em locais públicos, encerrados os ginásios e os estádios.

E até os casamentos e funerais têm de ser realizados em espaços fechados e, apenas, com a presença dos familiares mais próximos.

A maior parte das empresas da Lombardia e do Veneto está a pedir aos funcionários que trabalhem a partir de casa.

Os museus e monumentos também não abrirão as portas e as igrejas, apesar de estarem abertas, cancelaram as missas.

O governo italiano, com todos os ministros presentes, tem uma reunião de emergência, esta terça feira, com os responsáveis pela proteção civil e os governadores de todas as regiões do país, que participarão por vídeo conferência.

O objetivo é garantir que há uma resposta conjunta e uma estratégia nacional para o combate à propagação do coronavírus.

Sobretudo depois das trocas de acusações, nas últimas horas, entre o primeiro ministro e o chefe do executivo regional da Lombardia, com os dois lados a apontarem responsabilidades na má gestão desta crise sanitária.

Diversos países, entre os quais, o Reino Unido, a Alemanha, os Estados Unidos ou a Grécia, por exemplo, aconselham que se evitem as viagens para o norte de Itália ou que, quem de lá regressar esteja em quarentena durante 14 dias.

  • Estado de emergência vai ser renovado. Desemprego histórico em Espanha

    Coronavírus

    O decreto para renovar o estado de emergência em Portugal é discutido e votado esta manhã pela Assembleia da República. Só ao final do dia é que deve ser comunicado ao país, por Marcelo Rebelo de Sousa. Portugal regista 187 mortes e 8.251 casos de Covid-19. Espanha teve, em março, a maior subida de desempregados num só mês desde que há registo. Siga aqui ao minuto as informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias