Mundo

Navalny. Vestígios de Novichock encontrados em garrafa de água no quarto de hotel

Informação foi divulgada pela equipa do opositor russo.

O agente nervoso Novichok alegadamente utilizado para envenenar o opositor russo Alexei Navalny foi detetado numa garrafa de água vazia encontrada no quarto de hotel onde esteve hospedado na cidade siberiana de Omsk.

A descoberta sugere assim que o envenenamento terá acontecido no quarto de hotel e não no aeroporto, como até agora era apontado, informou a equipa de Navalny esta quinta-feira.

Navalny foi hospitalizado a 20 de agosto depois de se ter sentido mal a bordo de um avião que o transportava para Moscovo, tendo sido mais tarde transferido para Berlim para receber tratamento. A Alemanha defende que o opositor russo foi envenenado com Novichock, mas a Rússia diz ainda não ter encontrado provas que o corroborem.

Um vídeo publicado no Instagram pela equipa de Navalny mostra-os a realizar uma busca no quarto de hotel uma hora depois de terem descoberto que a indisposição tinha ocorrido em “circunstâncias suspeitas”.

Instagram

“Foi decidido que iríamos recolher tudo o que pudesse potencialmente ser utilizado e entregar tudo aos médicos na Alemanha. Era óbvio que o caso não seria investigado pela Rússia”, escreveram na publicação.

“Duas semanas depois, o laboratório alemão encontrou vestígios de Novichok numa das garrafas. Depois disso, mais laboratórios fizeram análises e confirmaram-no. Agora compreendemos: aconteceu antes de ele sair do quarto do hotel para ir para o aeroporto”.

Alexei Navalny é conhecido pelos seus inquéritos anticorrupção dirigidos à elite política russa. O Governo alemão e outros países ocidentais acusam as autoridades russas pelo crime, mas o Kremlin rejeita qualquer responsabilidade.

Veja também:

  • 2:34