Mundo

Navalny: "Não foi doloroso, mas foi devastadora a sensação de que ia morrer"

A primeira entrevista em vídeo do opositor russo.

Poucos dias depois de ter sido proposto para o prémio Nobel da Paz, Alexei Navalny deu uma primeira entrevista em vídeo. O opositor russo não tem dúvidas de que foi vítima de envenenamento e que o responsável é Vladimir Putin.

A entrevista foi publicada por um jornalista russo, no dia em que a Organização para a Proibição de Armas Químicas, com sede na Holanda, confirmou o que as autoridades suecas, franceses e alemãs já tinham dito: Navalny foi vítima de envenenamento por uma substância altamente tóxica, similar ao Novichok.

VESTÍGIOS DE NOVICHOK ENCONTRADOS NUMA GARRAFA VAZIA NO QUARTO DE HOTEL

A equipa de Navalny revelou que foram encontrados vestígios do agente neurotóxico numa garrafa de água vazia encontrada no quarto de hotel onde esteve hospedado na cidade siberiana de Omsk.

A descoberta sugere que o envenenamento terá acontecido no quarto de hotel e não no aeroporto, como até agora era apontado.

Navalny foi hospitalizado a 20 de agosto depois de se ter sentido mal a bordo de um avião que o transportava para Moscovo, tendo sido mais tarde transferido para Berlim para receber tratamento.

A Alemanha defende que o opositor russo foi envenenado com Novichock, mas a Rússia diz ainda não ter encontrado provas que o corroborem. A equipa do russo acredita mesmo que as ordens vieram do Presidente Vladimir Putin.

QUEM É ALEXEI NAVALNY

É conhecido pelos seus inquéritos anticorrupção dirigidos à elite política russa.

Veja também: