Mundo

Boris Johnson cedeu o seu lugar no funeral do príncipe Filipe a um membro da família real

O funeral do príncipe Philip realiza-se no próximo sábado e contará com a presença de apenas 30 pessoas devido às restrições impostas pela pandemia.

O funeral do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, realiza-se no próximo sábado, dia 17 de abril, pelas 15:00, no Castelo de Windsor. O anúncio foi feito este sábado pelo Palácio de Buckingham, um dia depois da morte do consorte, aos 99 anos.

Nos próximos dias o Reino Unido acordará mais triste com bandeiras a meia-haste. O homem que viveu mais de 70 anos ao lado da rainha Isabel II continua a ser lembrado pela imprensa britânica. Os jornais citam as declarações do príncipe Carlos, que este sábado reagiu publicamente à morte do pai.

O Palácio de Buckingham revelou ainda que a cerimónia vai decorrer na Capela de São Jorge de forma “celebrar e refletir” a vida do duque. O funeral terá honras reais e não de Estado, cumprindo um pedido em vida do príncipe Filipe, e será transmitido na televisão.

No dia do funeral, os membros da família real, incluindo o príncipe de Gales, filho do duque, seguirão em cortejo atrás do caixão até à capela. A rainha não os acompanhará, viajando separadamente até à capela onde o marido será sepultado.

De acordo com o Palácio de Buckingham, 30 pessoas estarão presentes na cerimónia, de acordo com as medidas em vigor para combater a pandemia. Dessa forma, Boris Johnson já se ofereceu para ceder o seu lugar a um membro da família real.

Entretanto já confirmada está a presença do príncipe Harry nas cerinómias fúnebres, mas sem Megan Markle, desaconselhada a viajar por causa da gravidez.

Veja também: