Mundo

Multimilionário Richard Branson vai ao espaço antes de Jeff Bezos

O fundador da Virgin Galactic anunciou que vai liderar um voo de teste até ao espaço a 11 de julho.

O multimilionário e fundador da Virgin anunciou esta quinta-feira que vai liderar um voo de teste até ao espaço dia 11 de julho.

Perto de completar 71 anos, Richard Branson antecipou a estreia depois do fundador da Amazon, Jeff Bezos ter anunciado o primeiro voo da Blue Origin para dia 20.

É praticamente uma prenda de anos antecipada e que poderá introduzir o multimilionário Richard Branson na corrida espacial privada. Até agora, a corrida é liderada pelo CEO da Spacex e da Tesla, Elon Musk.

Depois de 16 anos de investigação. a VSS Unity está pronta para lançar o primeiro de três voos de teste. O objetivo é colocar, em 2022, a Virgin Galactic no mercado dos voos espaciais comerciais.

Ao contrário do que estava previsto, o multimilionário - que completa em breve 71 anos - vai mesmo fazer parte da primeira equipa. Será o astronauta 001 e segue com um grupo de especialistas para avaliar a experiência de voo no espaço.

Nada garante que a estreia aconteça. Se as condições climatéricas o permitirem, Branson e a Virgin vão certamente ficar para a história. Até mesmo a data não foi escolhida ao acaso.

Será a 11 de julho, 9 dias antes da data anunciada pelo fundador da Amazon para lançar o foguetão New Sheppard, da Blue Origin. Jeff Bezos terá ao seu lado a prestigiada astronauta Wally Funk. Aos 82 anos, será a mulher mais velha a visitar o espaço.

O sucesso da operação da Virgin Galactic poderá inaugurar uma nova era de viagens espaciais privadas

A estreia ainda não aconteceu e já conduziu a mais de 600 reservas para futuras viagens. Cada poderá custar mais de 250 mil dólares.