Mundo

Rússia anuncia ensaio de míssil hipersónico Tsirkon a partir de um submarino

Míssil hipersónico Tsirkon lançado a partir de um submarino nuclear a 4 de outubro de 2021, segundo o Ministério da Defesa russo

Russian Ministry of Defense/TASS

Moscovo considera este novo tipo de arma "invencível".

A Rússia anunciou hoje o ensaio "com êxito" do míssil de cruzeiro hipersónico Tsirkon (ou Zircon) a partir de um submarino, tratando-se de um novo tipo de arma que Moscovo considera "invencível".

"A frota russa testou pela primeira vez o míssil hipersónico Tsirkon a partir do submarino nuclear Severodvinsk" indicou hoje o Ministério da Defesa da Rússia através de um comunicado, citado pela agência TASS.

"O disparo foi um sucesso", refere o mesmo documento frisando que o projétil atingiu o alvo, como previsto, no mar de Barents, no norte da Rússia.

Imagens captadas em vídeo pelo Ministério da Defesa mostram o momento do disparo efetuado durante a noite.

O primeiro lançamento oficial de um míssil Tsirkon realizou-se em outubro de 2020, tendo o presidente russo, Vladimir Putin, saudado o "grande acontecimento". Um novo lançamento foi anunciado a 19 de julho deste ano.

Os ensaios com este tipo de armamento inquietam os países ocidentais, nomeadamente os Estados Unidos.

Negociações entre Moscovo e Washington "sobre estabilidade estratégica"

O último ensaio ocorre no mesmo momento em que se realizam negociações entre Moscovo e Washington "sobre estabilidade estratégica".

Os contactos foram restabelecidos de forma discreta depois do encontro entre os Presidentes da Rússia e dos Estados Unidos, no passado mês de junho.

A questão sobre o controlo de armamento foi o ponto mais importante das negociações que visaram desanuviar as relações bilaterais que se vinham a degradar nos últimos anos e meses e que pretendem travar uma nova corrida a material bélico.

A Rússia multiplicou nos últimos anos os anúncios sobre novas armas que são sempre apresentadas como "invencíveis" pelo presidente Vladimir Putin.

Zircon é uma das armas apontadas por Moscovo como uma das mais eficientes e que pode atingir um alvo a mil quilómetros de distância.

Os submarinos e os navios de superfície russos podem vir a ser equipados com este novo tipo de mísseis.

Outras armas têm vindo a ser testadas por Moscovo, incluindo mísseis hipersónicos Kinjal destinados ao Exército assim como o projétil de propulsão nuclear Bourevestnik.

Os primeiros mísseis hipersónicos de nova geração (Avangard) capazes de atingir velocidades Mach 27 já estão ao serviço das Forças Armadas de Moscovo desde dezembro de 2019.

VEJA TAMBÉM: