Mundo

Wikileaks: recurso ao pedido de extradição de Assange analisado em tribunal

Henry Nicholls

Em causa está o pedido de extradição para os Estados Unidos.

É esta quarta-feira analisado em tribunal o recurso ao pedido de extradição de Julian Assange para os Estados Unidos.

O pedido foi negado em janeiro deste ano.

A justiça britânica justificou a decisão com a fragilidade psicológica do fundador do Wikileaks e o risco de suicídio.

Se for extraditado e condenado em território norte-americano, Assange arrisca uma pena de prisão até 175 anos.

Acusação

Julian Assange está acusado de espionagem e conspiração por, em 2010, ter divulgado documentos secretos sobre as guerras do Iraque e do Afeganistão.

Está ainda indiciado pelos crimes de conspiração e de apoio à ex-analista militar Chelsea Manning, que lhe providenciou a informação classificada.

Estas acusações juntam-se a uma anterior, por alegada tentativa de acesso ilegítimo a uma rede de computadores do Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA.

Veja mais: