Mundo

“É um absurdo”: UNITA denuncia irregularidades no processo eleitoral em Angola

Loading...
Partido fala em eleitores inscritos que já morreram.

Em conferência de imprensa, a UNITA diz que houve grandes irregularidades no processo eleitoral, como por exemplo, estarem inscritas para votar dois milhões de pessoas que já morreram.

Para além disso, o partido denunciou casos de eleitores que puderam votar em duas assembleias, afirmando que essa situação é “um absurdo”.

“As irregularidades foram apresentadas junto da Comissão Nacional Eleitoral, nomeadamente a divulgação da lista dos eleitores que não foi feita e devia ter sido feita 30 dias antes do ato”, disse o partido.

Os angolanos foram chamados às urnas na quarta-feira para votar nas eleições gerais. Já esta quinta-feira, a Comissão Nacional de Eleições anunciou os primeiros resultados oficiais provisórios que dão vantagem de mais de 52% ao MPLA e 42% dos votos à UNITA.

Últimas Notícias
Mais Vistos