Mundo

Julgamento de Johnny Depp e Amber Heard dá origem a filme

Amber Heard e Johnny Depp
Amber Heard e Johnny Depp
John Phillips
“Hot Take: The Depp/Heard Trial" já tem data de estreia.

O julgamento de Johnny Depp e Amber Heard, que foi acompanhado por milhões de pessoas em todo o mundo, deu origem a um filme que vai estrear já em setembro.

Depois de seis semanas de testemunhos em tribunal, o júri declarou culpada a atriz de difamar o ex-marido, incluindo as acusações de ter atuado com “malícia” e de proferir falsos testemunhos propositadamente.

Em 1 de junho, o tribunal no condado de Fairfax, estado da Virgínia, decidiu que Amber Heard tinha de pagar ao ex-marido uma indemnização de 15 milhões de dólares (10 milhões em compensações e cinco milhões por danos punitivos). Já Depp tinha de pagar à ex-mulher uma compensação de dois milhões de dólares.

O julgamento mediático deu origem a um filme que vai estrear na plataforma de streaming Tubi no dia 30 de setembro, segundo a revista “People”.

A batalha legal e a relação polémica entre os dois atores são temas adaptados ao filme, intitulado “Hot Take: The Depp/Heard Trial”.

Mark Hapka foi escolhido para interpretar Johnny Depp, enquanto a atriz Megan Davis dará corpo e voz a Amber Heard.

Melissa Marty irá interpretar a advogada de Johnny Depp, Camille Vasquez, e Marry Carrig ficará com o papel da advogada de Amber Heard, Elaine Bredehoft.

O filme foi escrito por Guy Nicolucci e realizado por Sara Lohman.

O que levou o ex-casal a tribunal

Em causa, desta vez, está o processo de difamação que Johnny Depp apresentou contra a ex-mulher, Amber Heard, na sequência de um artigo em que a atriz dizia ter sido vítima de violência doméstica. Este julgamento é o capítulo mais recente da conturbada história do ex-casal.

Johnny Depp, de 58 anos, avançou para tribunal acusando a ex-mulher de o ter difamado num artigo de opinião que escreveu, e publicou, em 2018 no jornal Washington Post, no qual dizia ser uma sobrevivente de violência doméstica. A defesa do ator exigia 50 milhões de dólares à atriz.

No artigo, Amber não referia o nome do ator, mas os advogados de Depp consideram que ficou claro que se referia a ele, prejudicando a reputação e carreira do ator.

Recorde-se que Depp e Heard conheceram-se em 2011 durante as gravações de “The Rum Diary”. Casaram quatro anos depois, mas o matrimónio só durou 15 meses. O divórcio avançou, em praça pública, com Heard a acusar Depp de violência doméstica.

Últimas Notícias
Mais Vistos