Mundo

Primeira missão de defesa planetária da NASA foi um sucesso

O asteroide Didymos (canto inferior esquerdo) e a sua lua, Dimorphos, a cerca de 2,5 minutos antes do impacto da sonda DART da NASA. A imagem foi captada pelo instrumento DRACO a uma distância de 920 km. Esta é a última imagem completa de ambos os asteroides. Didymos tem aproximadamente 780 metros de diâmetro e Dimorphos tem cerca de 160 metros de comprimento.
O asteroide Didymos (canto inferior esquerdo) e a sua lua, Dimorphos, a cerca de 2,5 minutos antes do impacto da sonda DART da NASA. A imagem foi captada pelo instrumento DRACO a uma distância de 920 km. Esta é a última imagem completa de ambos os asteroides. Didymos tem aproximadamente 780 metros de diâmetro e Dimorphos tem cerca de 160 metros de comprimento.
NASA/Johns Hopkins APL
A sonda “Dart” da NASA conseguiu desviar um asteroide da sua rota.

A sonda “Dart”, da NASA, cumpriu a sua missão com sucesso e, ao colidir com o asteroide Dimorphos, desviou-o da sua rota original. Esta foi a primeira missão de defesa planetária da Terra, uma parceria entre a NASA e a Agência Espacial Europeia (ESA).

A colisão ocorreu a 26 de setembro, mas só agora a NASA revelou que a sua sonda “kamikaze” conseguiu mesmo alterar a rota do asteroide cujo diâmetro é metade da altura da Torre Eiffel.

Antes do impacto, este asteroide demorava 11 horas e 55 minutos para completar a sua órbita. A previsão era que o impacto da sonda fizesse uma alteração de cerca de 10 minutos na trajetória, mas a NASA confirma que a órbita do asteroide foi alterada em cerca de 32 minutos.

“Esta missão confirma que a NASA está pronta para enfrentar o que quer que o universo nos envie”, informou o administrador Bill Nelson.

Esta é a primeira missão de defesa planetária da Terra, uma parceria entre a NASA e a ESA.

Em outubro de 2024, a Agência Espacial Europeia (ESA) deverá lançar a missão espacial Hera, que vai fazer o estudo detalhado sobre o pós-impacto da sonda norte-americana “Dart” no Dimorphos.

Loading...
Últimas Notícias