Mundo

Guarda Revolucionária do Irão avisa que vai acabar com protestos no país

Loading...
Ameaça ainda castigar quem incentivar manifestações.

No Irão, a Guarda Revolucionária avisa que vai acabar com os protestos no país e garante que vai castigar quem incentivar as manifestações contra o regime.

O anúncio foi feito este sábado durante o funeral de um casal e do filho, mortos num tiroteio durante um ataque num dos santuários mais sagrados na cidade de Shiraz, no Sul do Irão.

Os serviços de informações do Irão acusam os Estados Unidos e os países aliados de terem provocado vários protestos e prometem vingança.

Segundo as autoridades, neste ataque reivindicado pelo Daesh, a família de uma das mulheres que morreu pede que o grupo terrorista seja punido.

A imprensa iraniana disse este sábado que o autor do ataque morreu no hospital devido a ferimentos durante a detenção.

O Irão enfrenta manifestações desde o dia 16 de setembro, quando Mahsa Amini, uma mulher curda de 22 anos, morreu depois de ter sido detida por alegadamente usar o véu de forma incorreta.

Últimas Notícias
Mais Vistos