Mundo

Declarações de Trump, eleições intercalares nos EUA e Kherson: a análise de Germano Almeida

Loading...
O comentador da SIC faz uma análise da atualidade internacional nos EUA e na Ucrânia.

Donald Trump, num comício na Florida, em vésperas das eleições intercalares nos EUA, afirmou que a invasão da Ucrânia nunca teria acontecido se ele fosse Presidente do país.

Germano Almeida, comentador da SIC, esclarece que é importante perceber o que quis Trump dizer com aquela frase, no entanto recorda como a guerra na Ucrânia. começou

Houve guerra porque houve exigências por parte da Rússia aos EUA e à NATO “absolutamente inaceitáveis”, que impediam a Ucrânia de entrar na NATO e lhe retirariam a independência, diz.

“O que ele quer dizer é que se estivesse na Casa Branca teria permitido isso, dando espaço total a Putin de o fazer. (...) O que ele quer dizer é que perante os ataques que todos os dias vemos, os EUA não davam ajuda à Ucrânia?”

"É preciso saber se era isso que ele queria dizer", conclui Germano Almeida.

Esta terça-feira nos EUA realizam-se as eleições intercalares nos EUA e na opinião do comentador da SIC "muito provavelmente os republicanos vão tomar a câmara dos representantes com uma vantagem possivelmente significativa e eventualmente idêntica à vantagem que os democratas tiveram há quatro anos

"É normal que o partido no poder a meio tenha essa penalização", explica.

Já o senado ainda está em aberto. Embora haja uma tendência republicana no voto de terça-feira, é mais difícil para os republicanos tomarem o senado, considera Germano Almeida. De todo o modo, o resto do mandato de Biden será difícil.

Na guerra da Ucrânia o tema central é Kherson. Numa altura em que os dois lado estão dispostos a tudo para vencer, sabe-se que as movimentações russas das últimas semana poderiam ser uma armadilha, porque não estão a abdicar de Kherson: "É demasiado importante para isso". É a partir deste ponto que é feito o acesso ao Mar Negro e também o acesso e abastecimento da Crimeia.

Para ajudar os ucranianos a enfrentaram o próximo anos a UE União Europeia anunciou um apoio de 18 mil milhões de euros.

Últimas Notícias
Mais Vistos