Mundo

Aliada de Trump corta bolo da vitória em Nova Iorque

Aliada de Trump corta bolo da vitória em Nova Iorque
John Minchillo

A Republicana não deixou de mencionar os imigrantes, como os seus pais, para depois defender "fronteiras mais seguras" em todo o país.

Foi com um gigante bolo vermelho, cor do partido Republicano, e palavras amargas para os Democratas, que a congressista Nicole Malliotakis, aliada de Donald Trump, festejou a reeleição esta noite em Nova Iorque perante cerca de uma centena de apoiantes.

"Que noite fantástica, que mandato incrível conseguimos. Estamos aqui a representar os contribuintes, os polícias que vestem os seus uniformes diariamente e mantêm esta cidade segura, os condutores de Uber que veem os preços da gasolina a escalar vertiginosamente todos dos dias", disse a congressista no seu discurso de vitória, em Staten Island, sendo aplaudida por uma multidão efusiva.

​​​​​​​"Quando era pequena sempre quis saber o significado do meu nome e, se procurarem no google, Nicole significa 'vitória do povo'...e foi isso que conseguimos esta noite", adiantou Malliotakis.

A Republicana não deixou de mencionar os imigrantes, como os seus pais, para depois defender "fronteiras mais seguras" em todo o país.

Virando o discurso para a oposição, a aliada de Donald Trump afirmou que ao longo da sua campanha foi falando com pessoas em vários supermercados de Nova Iorque, onde teve a oportunidade "de ouvir o que os democratas não estão a ouvir".

"Os norte-americanos estão com dificuldades em pagar o aquecimento das suas casas para este inverno, em colocar a comida na mesa para os seus filhos... Tenho muita esperança de que vamos ver mudança no nosso estado e no nosso país esta noite, porque nós temos caminhos delineados para onde ir", afirmou.

"Espero que vejamos vitórias como a nossa em todo o país. A América é um país maravilhoso, só que estamos no caminho errado há dois anos", advogou.

Com 85% dos votos apurados, Nicole Malliotakis derrotou o candidato democrata Max Rose com 62% dos votos, numa corrida pelo 11º distrito congressional de Nova Iorque.

Com a contagem de votos para as eleições intercalares em curso em quase todos os estados, os republicanos estão na frente para a Câmara de Representantes e para o Senado. Também têm uma ampla vantagens de mandatos de governador assegurados, de acordo com as projeções da AP.

REPUBLICANA ELEITA PELA PRIMEIRA VEZ EM 2011

Malliotakis já representou os nova-iorquinos de várias maneiras na última década. A Republicana foi eleita pela primeira vez para a Assembleia estadual em 2011, onde cumpriu cinco mandatos. Já em 2020, ganhou lugar no Congresso pelo 11º Distrito de Nova Iorque, contra o democrata Max Rose, candidato que volta a enfrentar nestas intercalares.

Apoiada por Trump nesta corrida eleitoral, a Republicana é antiaborto, contra o controlo de natalidade e esteve contra a lei de combate à inflação aprovada pelo Governo de Joe Biden.

As eleições intercalares de terça-feira vão determinar qual o partido que vai controlar o Congresso nos dois últimos anos do mandato de Biden, estando também em jogo 36 governos estaduais e vários referendos locais sobre questões-chave, incluindo aborto e drogas leves.

Em disputa estão todos os 435 lugares na Câmara dos Representantes (câmara baixa do Congresso), onde os democratas detêm atualmente uma estreita maioria de cinco assentos, e ainda 35 lugares no Senado, onde os democratas têm maioria apenas graças ao voto de desempate da vice-Presidente norte-americana, Kamala Harris.

As eleições podem não apenas mudar a cara do Congresso norte-americano, mas também levar ao poder governadores e autoridades locais apoiantes de Donald Trump.

Uma derrota muito pesada nas próximas eleições pode complicar mais o cenário de um segundo mandato presidencial para Joe Biden.

Últimas Notícias
Mais Vistos