Opinião

“Advogados de Mayorga achavam que Ronaldo estava a fazer de propósito para não ser notificado”

“Advogados de Mayorga achavam que Ronaldo estava a fazer de propósito para não ser notificado”

Luís Costa Ribas explica por que o caso foi transferido para o Tribunal Federal dos Estados Unidos.

O correspondente da SIC nos Estados Unidos explica que a principal razão pela qual o caso foi transferido está relacionado com a impossibilidade de notificar Ronaldo em pessoa. Agora, através de um acordo entre os Estados Unidos e Itália, o jogador deverá ser notificado.