Análise

Polémica com procurador. "Escolhido para não fazer grandes ondas, caso haja suspeitas sobre quem está no poder"

A análise de José Gomes Ferreira à polémica na escolha do procurador europeu.  

José Gomes Ferreira fala numa realidade complexa e defende que a situação não está "nada bem explicada", ao contrário do que o primeiro-ministro disse.

Na Edição da Tarde, da SIC Notícias, fala nas ligações do procurador escolhido a casos polémicos e defende que há "um universo de simpatias e de relacionamentos" que colocam em causa a boa-fé deste processo e da escolha do nome.

José Gomes Ferreira diz ainda que as estâncias europeias perceberam "o que estava a acontecer" e, por isso, pediram alguém que fosse "mais afastado de ligações e simpatias".

"Estamos a assistir a alguém que, se calhar, é escolhido para não fazer grandes ondas, caso haja suspeitas sobre quem está atualmente no poder. Foi isto que as instâncias europeias perceberam."

  • Marcelo Rebelo de Sousa: aprender a perder para depois ganhar o país

    Presidenciais

    Marcelo Rebelo de Sousa foi um predestinado. Nasceu e cresceu à boleia da ditadura, mas a sua luta foi pela democracia. Parecia não alimentar a vontade de alcançar altos cargos políticos e chegou mesmo a invocar o nome de Deus em vão: "Nem que Cristo desça à Terra!", dizia Marcelo. Declarou também que dez anos como Presidente da República era muito tempo. Mas ei-lo de novo a contrariar-se e a seguir o caminho que já lhe vinha a ser apontado.

    Ana Luísa Monteiro