País

Marcelo quer intervenção forte do Governo na crise dos combustíveis

MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

A greve dos motoristas de matérias perigosas iniciou uma crise no abastecimento de combustíveis no país.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pretende que o Governo atue de forma direta, para que seja possível chegar a uma negociação com os motoritas, a fim de normalizar a situação.

Marcelo não entende a forma como o Governo desvalorizou o caso, sendo que foi feito um pré-aviso de greve, dia 1 de abril, por parte do sindicato que representa os motoristas.

O primeiro ministro, Antonio Costa, admitiu, no debate quinzenal, aumentar os serviços mínimos no abastecimento de combustíveis pelo país.

  • Via Sacra – Episódio 2
    26:42