País

"Como é possível que não haja verba (para os professores) e haja sempre verba para safar os bancos?"

PEV reage à declaração de António Costa sobre o descongelamento da carreira dos professores.

Na reação à declaração do primeiro-ministro, esta sexta-feira, sobre o descongelamento da carreira dos professores, o PEV acusa o Governo de ter verbas para os bancos mas não ter para as carreiras de professores.

"Aquilo que os Verdes dizem é: como é possível aceitar que não haja verba para a criação desta justiça, e haja sempre e permanentemente verba para safar os bancos, para injetar na banca privada e até para pôr o défice abaixo daquilo que o próprio Governo toma como previsão", afirma Heloísa Apolónia.