País

Jerónimo de Sousa acusa primeiro-ministro de pressão inaceitável 

A reação do secretário-geral do PCP à declaração de António Costa.

Jerónimo de Sousa acusa o primeiro-ministro de calculismo político e eleitoral. Em reação à declaração ao país, o secretário-geral do PCP diz que António Costa está a fazer pressão por causa das eleições.

António Costa ameaçou esta sexta-feira demitir-se caso a alteração ao decreto do Governo sobre a recuperação de tempo de serviço congelado aos professores seja aprovada.