País

Assunção Cristas diz que há um ambiente favorável para os brasileiros que chegam a Portugal

ANDRÉ KOSTERS

Presidente do CDS-PP lembra que já houve muitos momentos em que se sentiu um fluxo migratório do Brasil para Portugal e também um movimento inverso.

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, defendeu este domingo que existe um ambiente favorável para os brasileiros que chegam a Portugal, num encontro com a comunidade portuguesa em São Paulo, maior cidade do Brasil.

"Vão chegando brasileiros a Portugal e acho que neste momento as coisas têm um ambiente favorável. Pode haver sempre episódios pontuais de menos acolhimento mas, em geral, o país é muito acolhedor para aqueles que falam também a nossa língua e para os brasileiros", disse Assunção Cristas.

A presidente do CDS-PP lembrou que já houve muitos momentos em que se sentiu um fluxo migratório do Brasil para Portugal e também um movimento inverso.

"A imigração dos brasileiros [para Portugal] é algo muito natural. O Brasil também já teve muita imigração portuguesa, na fase da crise financeira assistimos muitos portugueses virem ao Brasil procurar melhores condições melhores oportunidade de vida", frisou.

Em maio, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, informou que foram concedidas 17.000 Autorizações de Residência (AR) em Portugal para brasileiros só nos primeiros quatro meses deste ano, e outras 28.000 em 2018.

Em 2017, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) informou que o número de imigrantes brasileiros em Portugal tinha aumentado 5,1%, chegando a mais de 85 mil pessoas.

Questionada, a líder do CDS-PP disse acreditar que este movimento migratório, além de não ser algo negativo, pode ajudar o país a ultrapassar problemas demográficos.

"Quando nós olhamos para Portugal vemos um país que neste momento tem desafios muito grandes na área do território como o risco de desertificação do interior, do clima e das alterações climáticas e desafios demográficos grandes porque temos uma taxa de natalidade muito baixa", explicou.

"Acho que uma imigração [de pessoas] de países amigos que têm até uma raiz cultural comum, que partilham a mesma língua, pode ser muito interessante. Portanto, não vejo como uma ameaça, vejo como uma boa oportunidade ", completou.

Assunção Cristas iniciou uma viagem de quatro dias ao Brasil na última sexta-feira, na cidade de Santos, onde visitou o hospital da Beneficência Portuguesa e participou num jantar de comemoração no Centro Cultural Português de Santos, de um almoço na Casa da Madeira, local em que o primeiro núcleo do CDS-PP no Brasil foi criado.

Neste domingo, Assunção Critas participou num almoço comemorativo organizado pela comunidade portuguesa na cidade de São Paulo.
A líder democrata-cristã ainda deve viajar para o Rio de Janeiro, onde participará esta segunda-feira nas celebrações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

Lusa

  • O que houve de melhor no SBSR
    11:16
  • Descobrir as rotas do Alentejo
    14:59