País

Marroquino condenado a 12 anos de prisão por terrorismo

Abdesselam Tazi, 65 anos, está em prisão preventiva desde 23 de março de 2017 e foi hoje condenado por falsificação de passaporte e recrutamento e financiamento de terrorismo.

Abdesselam Tazi, de 65 anos está em prisão preventiva desde 23 de março de 2017 na cadeia de alta segurança de Monsanto, em Lisboa e respondia por oito crimes: adesão a organização terrorista internacional, falsificação com vista ao terrorismo, recrutamento para o terrorismo, financiamento do terrorismo e quatro crimes de uso de documento falso com vista ao financiamento do terrorismo.

Abdessalam Tazi condenado por 7 dos 8 crimes, tendo o tribunal considerado não provado apenas o crime de adesão a organização terrorista internacional.

Na 1.ª sessão em tribunal, Abdessalam Tazi negou todas as acusações e disse ao colectivo de juizes que estava a ser vítima de uma vingança.

  • Cepas da Serra
    10:16
  • "À descoberta com..." Inês Castel-Branco na Tailândia 
    3:14