País

Fogo de Vila de Rei e Mação dominado em 90% e sem frentes ativas

Rafael Marchante

Proteção Civil diz que a tarde pode voltar a trazer dificuldades.

O incêndio que deflagrou no sábado em Vila de Rei e que afeta também Mação está dominado em 90% e não apresenta frentes ativas, mas a tarde pode voltar a trazer dificuldades, disse esta terça-feira a proteção civil.

O comandante do Agrupamento Distrital do Centro Sul, Belo Costa, afirmou, na conferência de imprensa das 08:00, que o incêndio que começou no sábado em Vila de Rei está dominado em 90%, sem qualquer frente ativa, mas com vários "pontos quentes preocupantes" (pontos com combustão lenta e sem propagação).

Apesar de um quadro favorável na manhã para o combate às chamas, Belo Costa recordou que, tal como nos dias anteriores, a tarde avizinha-se complicada, com o aumento da temperatura e do vento e a redução da humidade relativa.

"É contra essa ameaça que vamos trabalhar toda esta manhã", vincou o comandante, que falava aos jornalistas na Escola Secundária da Sertã.

Temperaturas elevadas e vento forte durante a tarde

Num segundo ponto de situação sobre os incêndios realizado esta terça-feira, o comandante operacional do agrupamento distrital do Centro Sul, Luis Belo Costa, explicou que as condições climatéricas vão ser semelhantes aos outros dias, com temperaturas elevadas e o vento a intensificar-se depois da hora do almoço.

Mais de mil bombeiros vão continuar no terreno a combater as chamas com o apoio a meios aéreos.

Proteção Civil antecipa uma terça-feira “extremamente severa”

A Proteção Civil afirma que o incêndio de Mação teve um comportamento extremo e alerta que as condições meteorológicas desta terça-feira serão propícias a incêndios rurais.

A revelação foi feita por Pedro Nunes, comandante operacional da Proteção Civil.

Momentos de aflição vividos na zona de Mação

Nas aldeias de Chaveirinha e Casais de São Bento, na zona de Mação, viveram-se momentos de aflição com as chamas a aproximarem-se de casas. A população e os bombeiros conseguiram evitar o pior.