País

"Estamos a assistir a uma crise política no Governo que não faz sentido nesta altura" 

A análise de Bernardo Ferrão sobre a injeção de capital no Novo Banco e a relação entre primeiro-ministro e ministro das Finanças. 

Bernardo Ferrão considera que a o mal-estar entre António Costa e Mário Centeno tem vindo a crescer nos últimos meses: "com Centeno a ser permanentemente questionado se fica ou se se vai embora".

Sobre a transferência de 850 milhões de euros do fundo de resolução para o Novo Banco, autorizada pelo ministro das Finanças, Bernardo Ferrão diz que estamos a assistir a uma crise política no Governo e "que esta crise não faz sentido nesta altura".

"O Governo não pode estar a pedir união nacional e um esforço a toda a oposição e, ao mesmo tempo, os dois principais protagonistas políticos (primeiro-ministro e Presidente da República) alimentam uma crise política que é, basicamente, despedirem em público Mário Centeno."