País

O momento em que o abrigo de Santo Tirso foi consumido pelo fogo

Rita Rogado

Rita Rogado

Jornalista

Testemunha considera que atuação das autoridades foi "vergonhosa".

O momento em que um dos abrigos estava a ser consumido pelas chamas foi acompanhado em directo, no Facebook.

As imagens foram filmadas por Joana, uma entre as várias pessoas de organizações nao governamentais e associações de proteção animal que dizem ter sido barradas pelas autoridades e pelos proprietários dos abrigos, e partilhadas no Facebook de Carla Amaral, um perfil que criou para denunicar casos do género.

Joana luta há tres anos pela libertação destes animais.

A testemunha considera "lamentável" a postura da GNR e fala mesmo em agressões:

"Houve duas pessoas que foram agredidas, salvo erro, pelo sargento que estava desfardado. Uma delas foi arrastada pelo braço e a outra foi empurrada".

À SIC Notícias , disse ainda que a autarquia tem ignorado as denúnicas de organizações não governamentais e associaçoes de proteção animal sobre os dois abrigos.

INCÊNDIO: CÂMARA DE SANTO TIRSO CONFIRMA MORTE DE 54 ANIMAIS

A Câmara Municipal de Santo Tirso lamentou este domingo a morte de 54 animais, 52 cães e dois gatos, num abrigo atingido pelo incêndio que deflarou no concelho vizinho de Valongo.

Num comunicado divulgado no site, a autarquia afirma que realizou todos os esforços para salvaguardar a vida dos animais, não se podendo sobrepor às entidades que coordenavam as operações no terreno.

Esclarece ainda que, quando o incêndio foi dado como dominado, procederam à retirada de 110 cães, ainda com vida, que se encontravam no abrigo, garantindo que 13 já foram realojados no Canil/Gatil Municipal de Santo Tirso.