País

Homicídio em Moscavide. Amigos e colegas lembram Bruno Candé como homem inspirador 

Família do ator relata ameaças de morte e insultos racistas feitos pelo homicida.

Bruno Candé foi assassinado este sábado em Moscavide, em plena via pública, por um homem que a família do ator acusa de o ter ameaçado de morte dias antes, com insultos racistas.

A Polícia Judiciária está a investigar o crime.

Os que partilharam o palco com ele recordam-no como um ator pleno e um homem inspirador.

VÍTIMA TINHA 39 ANOS E TRÊS FILHOS MENORES

Bruno era português de ascendência guineense. Tinha três filhos menores, de 7, 5 e 3 anos.

O homicida foi imobilizado pela população, que testemunhou o crime, até à chegada da polícia. O homem de 80 anos não ofereceu resistência à detenção e foi levado para a esquadra.