País

Federação dos Sindicatos dos Enfermeiros marca dia de luto nacional a 25 de novembro

Enfermeiros encaminham um doente para a Unidade de cuidados intensivos dos doentes com Covid-19 no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. [06-04-2020]

MÁRIO CRUZ

Dia de luto nacional "pelos enfermeiros prejudicados pelo governo".

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Enfermeiros (FENSE) anunciou esta quinta-feira a marcação de um dia de luto nacional, em 25 de novembro, "pelos enfermeiros prejudicados pelo governo".

Esta iniciativa tem como objetivo reivindicar "o descongelamento das progressões" para todos os enfermeiros, "segundo as regras aplicáveis à carreira especial de enfermagem", e exigir "a conclusão urgente do Acordo Coletivo de Trabalho da FENSE", refere a federação em comunicado.

Em 25 de novembro é proposto um minuto de silêncio às 15:00, "em protesto contra os 15 anos de congelamento das progressões dos enfermeiros", e que estes profissionais utilizem laços ou braçadeiras pretas na farda em sinal de luto nacional.

A federação agendou este dia de luto nacional para 25 de novembro, para coincidir com o 25 de novembro de 1975, "uma data decisiva para que a revolução de 25 de Abril de 1974 não tivesse gerado uma nova Cuba ou Albânia, mas representasse a construção do Estado de Direito democrático".

"Assinalar o 25 de novembro, data a que a esmagadora maioria dos democratas adere, é reafirmar o compromisso com os princípios universais da liberdade de expressão, do pluralismo partidário e das eleições livres", sustenta aquela estrutural sindical.

Veja também: