País

Eduardo Cabrita diz que "só o primeiro-ministro" pode decidir se tem condições para continuar no cargo

O ministro da Administração Interna vai ser ouvido na Assembleia da República no âmbito da morte do ucraniano Ihor Homeniuk.

Numa conferência de imprensa, esta quinta-feira, o ministro da Administração Interna congratulou-se pelo trabalho que fez no caso do cidadão que morreu às mãos do SEF. Eduardo Cabrita lamentou que alguns só agora se tenham juntado à Defesa dos Direitos Humanos.

Questionado pela comunicação social sobre a sua continuação no cargo, Eduardo Cabrita disse que "só o primeiro-ministro poderia responder à questão".

PS defende que ministro Eduardo Cabrita tem condições para continuar no Governo

A líder parlamentar socialista defendeu que Eduardo Cabrita tem condições para continuar ministro da Administração Interna, mas entende que deve ser já ouvido no Parlamento sobre os casos no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Esta posição foi assumida na TSF por Ana Catarina Mendes, que também voltou a criticar a atuação da cúpula do SEF na reação à morte de um cidadão ucraniano no aeroporto de Lisboa - um caso que já deu origem à acusação de homicídio qualificado a três inspetores deste serviço.

Ministro vai ser ouvido no Parlamento

O ministro Eduardo Cabrita vai ser ouvido na próxima terça-feira, na Assembleia da República, no âmbito da morte do ucraniano Ihor Homeniuk no Centro de Instalação Temporária do Aeroporto de Lisboa.

Eduardo Cabrita pediu que a audição seja feita por videoconferência, mas ainda não está fechado se será ou não presencial.

  • 3:19