País

Caso Ihor Homenyuk. Inspetores do SEF em prisão domiciliária continuaram a trocar mensagens

PJ terá demorado a retirar os telemóveis para juntar elementos ao processo. 

Os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras acusados do homicídio de Ihor Homenyuk continuaram a trocar mensagens em prisão domiciliária.

A notícia é avançada pelo Jornal Público.

O atraso na apreensão terá sido uma estratégia da Polícia Judiciária (PJ) para conseguir o maior número de dados possíveis sobre a morte do cidadão ucraniano a 12 de março.

  • Quem és tu, César?

    Extremos

    Quando a investigação da SIC percebeu que a vida publicada de César do Paço poderia ser fruto da imaginação do protagonista, fizemos alguns esforços para conhecer a verdadeira face do empresário. O essencial dessas descobertas será revelado na Grande Reportagem "Cifrões e outros demónios, 2ª edição", último episódio da série "A Grande Ilusão", mas o detalhe dos dois doutoramentos revelamo-lo já aqui.

    Pedro Coelho

  • 0:23