País

Um quinto dos portugueses vive em situação de pobreza

Baixas qualificações, baixos salários e casos de doença nas famílias contribuem para esta realidade.

Atualmente, ter um emprego seguro não significa sair da pobreza. Um quinto dos portugueses é pobre, apesar da maioria já estar efetivo nas empresas.

São as conclusões de um estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos, que aponta baixas qualificações, baixos salários e casos de doença nas famílias como os principais fatores para esta realidade.

Nas famílias onde existem crianças, a taxa de pobreza é mais elevada e muitos portugueses têm pedido ajuda aos familiares para conseguirem pagar despesas básicas.

O estudo foi lançado com base em dados recolhidos do Instituto Nacional de Estatística até 2018, ou seja, dois anos antes da pandemia de covid-19. Agora, com as ofertas de emprego a diminuir e muitas empresas em situação de falência, a crise económica deverá agravar-se.