País

Operação Triângulo. Deputado António Gameiro confirma buscas da PJ às suas casas e escritório

Deputado do PS é suspeito de corrupção.

O deputado, António Gameiro, confirmou que a Polícia Judiciária realizou buscas às suas casas e escritório, no âmbito do processo que levou à detenção da autarca de Vila Real de Santo António.

Em declarações à Lusa, o candidato à Camara de Ourém garantiu desconhecer os termos do processo. "A minha única ligação é de natureza estritamente profissional, como consultor de um escritório de advogados".

Houve uma recolha de informação, de pareceres e cartas, que António Gameiro diz ter sido a pedido do escritório, por solicitação da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António.

A Polícia Judiciária já solicitou o levantamento da imunidade parlamentar do deputado.

"Estou disponível para que me seja levantada de imediato a imunidade parlamentar, para me poder defender e colaborar com a Justiça, uma vez que até agora não fui notificado desse pedido de levantamento".

Operação Triângulo

O DIAP Regional de Évora explica os motivos da Operação Triângulo, que recuam a 2018: "favorecimento a particulares em adjudicações de serviços, desvio de fundos do município e favorecimento pessoal está em investigação a alienação de terreno municipal a empresa de investimentos no ramo imobiliário, em troca de benefícios financeiros indevidos."

O terreno fica em Monte Gordo, a 200 metros da praia e por várias vezes foi colocado em hasta pública. O negócio acabou por acontecer, mas levantou dúvidas às autoridades.

A Operação Trigângulo está em investigação há mais de um ano. Quatro pessoas já foram detidas.