País

"Fui eu que matei o Luís". Consultor forense divulga alegada confissão de Rosa Grilo

Viúva terá confessado em telefonema que matou o marido, Luís Grilo. 

O consultor forense João de Sousa divulgou, nas redes sociais, uma alegada confissão de Rosa Grilo sobre o homicídio do marido, Luís Grilo.

No telefonema, que durou pouco mais de três minutos, Rosa Grilo diz que não irá recorrer mais da condenação de 25 anos confirmada pelo Supremo Tribunal de Justiça.

Quando questionada sobre a versão dos angolanos, defendida pela arguida em tribunal, diz agora que se tratou de uma mentira.

A confirmar-se a veracidade do telefonema, esta é a primeira vez que a viúva assume a autoria do crime.

A alegada confissão foi feita a João de Sousa que, em conjunto com a advogada Tânia Reis, fez parte da equipa de defesa da viúva até março. Os dois foram constituídos arguidos num caso de falsificação de provas relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo.