País

Sócrates defende Luís Filipe Vieira e deixa críticas ao funcionamento da Justiça

MARIO CRUZ/POOL

Antigo primeiro-ministro comenta detenção do ex-presidente do Benfica.

José Sócrates reagiu pela primeira vez à detenção de Luís Filipe Vieira num artigo de opinião, publicado esta segunda-feira pelo Diário de Notícias.

O antigo primeiro-ministro sai em defesa do antigo presidente do Benfica e deixa críticas ao funcionamento da Justiça.

Sócrates sublinha que o processo de detenção para o interrogatório "deixou de ser um dispositivo extraordinário da ação judicial" e transformou-se "num vulgar instrumento de violência estatal". Acrescenta ainda que em Portugal "prende-se primeiro" e só depois se fazem as perguntas.

As críticas foram deixadas, inclusive, ao Benfica, pela forma como lidou com o caso, que não deu "uma palavra de simpatia" a Vieira.

"Nem uma palavra de simpatia por quem ainda ontem era líder da equipa. Nem uma palavra. O cadáver ainda não arrefeceu e ali só se vê cálculo e ambição e poder e oportunismo.", escreveu Sócrates.

O antigo primeiro-ministro, figura principal no processo Operação Marquês, vai a julgamento por três crimes de branqueamento de capitais e mais três de falsificação de documentos, de um total de 31 crimes de que estava acusado.

Veja também: