País

Insolvência da Dielmar: mais de 355 credores reclamam dívida de quase 17 milhões

Assembleia de credores suspensa até dia 26 de outubro.

Os credores da Dielmar decidiram dar mais três semanas para encontrar um comprador e salvar a empresa. Esta quarta-feira, estiveram reunidos para reclamar o pagamento de 17 milhões de euros, o que liquidaria o que resta da empresa. Mas o administrador nomeado pelo tribunal pediu mais tempo que os potenciais compradores concretizem as propostas de compra.

Os mais de 355 credores reclamam uma dívida próxima dos 17 milhões de euros, mas mais do que o dinheiro é a viabilidade da Dielmar que está em causa.

Pelo menos duas propostas e outras duas manifestações de interesse foram apresentadas ao administrador de insolvência que gere a Dielmar desde agosto. A assembleia de credores fica suspensa até dia 26 de outubro.

Entre os credores da empresa sediada na vila de Alcains estão o Estado e os próprios trabalhadores. Até agora, os salários foram garantidos pelos apoios à retoma, mas as garantias dos mais de 240 trabalhadores da empresa estão a chegar ao fim.

A Dielmar entrou em insolvência em agosto. A empresa conta com várias décadas de história. Chegou a ter uma rede de lojas em nome próprio e é considerada um dos motores económicos da região de Castelo Branco.

VEJA TAMBÉM: