País

MAI diz que pedido de escusa de responsabilidade dos bombeiros não tem fundamento jurídico

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, fala aos jornalistas após a sessão de abertura do congresso do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras subordinado ao tema “O SEF em tempos de guerra na Europa”, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) da Universidade de Lisboa, em Lisboa, 6 de junho de 2022. MÁRIO CRUZ/LUSA
O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, fala aos jornalistas após a sessão de abertura do congresso do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras subordinado ao tema “O SEF em tempos de guerra na Europa”, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) da Universidade de Lisboa, em Lisboa, 6 de junho de 2022. MÁRIO CRUZ/LUSA

Cerca de 70 bombeiros portugueses pediram escusa de responsabilidade em caso de incêndios florestais

Loading...

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, diz que o pedido de escusa de responsabilidade dos bombeiros não tem fundamento jurídico.

Cerca de 70 bombeiros portugueses pediram escusa de responsabilidade em caso de incêndios florestais. A decisão foi avançada depois de uma proposta da Liga dos Bombeiros.

A associação quer proteger os comandantes de serem julgados em caso de tragédia, porque considera que é impossível cumprir as normas do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais. Isto por ultrapassarem as competências e responsabilidades dos profissionais.

A Proteção Civil diz que já recebeu os pedidos e garante que estão em análise, dos pontos de vista jurídico e operacional.

Saiba mais:

Últimas Notícias
Mais Vistos