País

"Não podem continuar a ser escravos do SNS": obstetras e ginecologistas reúnem-se com Ordem dos Médicos

Loading...

Bastonário diz que é necessário um novo modelo de gestão hospitalar para atrair os médicos para o SNS.

Os médicos da obstetrícia e ginecologia estiveram esta terça-feira reunidos com a Ordem dos Médicos para falar sobre os problemas nas urgências do Serviço Nacional de Saúde (SNS). O bastonário da Ordem diz que é necessário um novo modelo de gestão hospitalar para atrair os médicos para o SNS.

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, pinta um cenário não muito animador relativamente ao paradigma atual do Serviço Nacional de Saúde. Para o bastonário, há uma evidente lacuna na valorização do trabalho médico, na medida em que não são contratados os profissionais de saúde precisos face às necessidades.

Segundo o responsável da Ordem dos Médicos, também não são proporcionadas as condições "dignas e aceitáveis" para a correta realização do trabalho médico.

Apesar da complexidade deste problema, Miguel Guimarães garante que os profissionais de saúde estão empenhados em servir o SNS e apreciam-no, mas não podem continuar "a ser escravos do Sistema Nacional de Saúde".