País

Sindicato dos Médicos diz que problemas nas urgências de obstetrícia vão piorar

Previstos encerramentos esta semana nos Hospitais de Loures, Almada e Barreiro. 

É mais uma semana de constrangimentos nas urgências de obstetrícia dos hospitais de Lisboa. Estão previstos encerramentos nas urgências de obstetrícia do Hospital Beatriz Ângelo, Garcia de Orta e Barreiro.

O problema não é de agora, mas agravou-se desde o início do verão. A falta de médicos tem levado a interrupções e encerramentos de bloco de partos e urgências de obstetrícia em vários hospitais do país. O Sindicato Independente dos Médicos diz que a situação pode vir a piorar.

A crise das escalas de verão levou o Governo a criar um novo regime remuneratório para os médicos que fazem urgências. O diploma entrou em vigor há cerca de 1 mês e permite aos hospitais pagar mais aos médicos do quadro pelas horas extraordinárias.

Enquanto o problema não estiver resolvido e não houver médicos para assegurar as escalas, as urgências de obstetrícia e bloco de partos continuam com interrupções no serviço.

Para esta semana estão ainda previstas interrupções nas urgências de obstetrícia dos hospitais Beatriz Ângelo, em Loures, Garcia de Orta, em Almada e Barreiro.