País

Novo ano letivo arranca com 178 horários por preencher por falta de professores interessados

Loading...
Aulas começam na próxima semana.

Os alunos vão regressar à escola já na próxima semana para um ano letivo que se adivinha turbulento. O número de professores a pedir a reforma bateu recordes e as escolas abrem com vários horários por preencher.

Os alunos vão regressar às aulas entre 13 e 16 de setembro, mas as escolas abrirão as portas com horários por preencher, por falta de professores interessados e com um número recorde de reformas de docentes e educadores de infância.

Depois da primeira lista de recrutamento, divulgada a 2 de setembro, vão sair novas listas nos próximos dias 9 e 16.

Para acabar com os 178 horários por ocupar por falta de professores interessados, 37 deles completos, foram feitas novas equações.

O ministro assume as dificuldades de substituição de professores, mas acredita na tranquilidade de um arranque letivo fortalecido pelo apoio às famílias neste mês de despesas escolares.

Aposentações

O ano letivo vai começar também com o peso de meses de aposentações. Durante todo o ano civil já se reformaram mais de 1.600 professores e educadores de infância.

Segundo a lista de aposentados e reformados da Caixa Geral de Aposentações, a manterem-se as saídas até ao final de 2022 poderão vir a reformar-se mais de 2.220, o número mais alto desde 2013, ano em que se aposentaram cerca de quatro mil professores e educadores de infância.

Últimas Notícias
Mais Vistos