País

Diploma sobre estatuto do SNS num "bom caminho", indica Presidente da República

Diploma sobre estatuto do SNS num "bom caminho", indica Presidente da República
PATRICIA DE MELO MOREIRA
Marcelo Rebelo de Sousa ainda reagiu à suspensão do curso de comandos.

O Presidente da República debruçou-se sobre os assuntos que estão a marcar a atualidade, como a suspensão do curso de comandos e o diploma que define a regulamentação do novo estatuto do SNS. Na Feira do Livro de Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa adianta que o diploma que prevê a criação de uma direção executiva está “num bom caminho”.

“Há um esforço do Governo de aproximar o ponto de vista do ponto de vista do Presidente”, entende Marcelo Rebelo de Sousa. "Devia separar-se o que é a decisão política da gestão do SNS, para preservar a independência, isenção e autonomia do SNS, não estar dependente de contingências governamentais ou políticas", acrescentou.

O diploma sobre o estatuto do SNS foi aprovado na última semana em Conselho de Ministros e Marcelo Rebelo de Sousa prevê tomar uma decisão sobre a promulgação do documento “até ao fim da semana”.

O diploma que cria o estatuto do SNS chegou ao Palácio de Belém no sábado à noite, quando o chefe de Estado "ainda estava a viajar do Brasil para Portugal", mas Marcelo Rebelo de Sousa já fez "uma primeira leitura".

"O diploma é longo e complexo mas parece-me que vai no bom caminho", revelou, em declarações aos jornalistas.

O diploma será agora analisado pelos serviços da presidência "nos próximos dois ou três dias" .

"Espero ter uma decisão até ao final da semana, certamente", anunciou à margem de uma visita à Feira do Livro de Lisboa.

MILITAR DOS COMANDOS HOSPITALIZADO

O Presidente da República considera que é preciso apurar o que aconteceu aos dois militares do curso de comandos que foram hospitalizados. Marcelo Rebelo de Sousa diz estar a acompanhar a situação e aguarda as conclusões da investigação.

Marcelo Rebelo de Sousa disse que o caso do militar internado em Lisboa parece ser "uma situação muito diferente" da ocorrida há seis anos, quando morreram dois jovens num exercício.

"Há um inquérito em curso mas pode acontecer que a situação seja muito diferente à anterior", afirmou o Presidente.

Últimas Notícias
Mais Vistos