País

Juíza que iria julgar Duarte Lima declara-se impedida para conduzir julgamento

Justiça
Justiça
Atit Phetmuangtong / EyeEm

O julgamento do homicídio de Rosalina Ribeiro vai começar dia 23 de novembro.

A magistrada que iria conduzir o julgamento do homicídio de Rosalina Ribeiro declarou-se impedida de fazê-lo. Em causa está o facto de ter sido esta a juíza que aplicou as medidas de coação a Duarte Lima na semana passada.

Por lei, ao fazê-lo, a juíza deixa de poder ter intervenção no processo. O julgamento, que está marcado para 23 de novembro, terá agora que ser distribuído a outro juiz do Tribunal de Sintra.

Duarte Lima foi detido na semana passada à porta do Estabelecimento Prisional da Carregueira, no momento em que saia em liberdade condicional depois de ter cumprido pena por burla qualificada no caso BPN.

Agora e até ao próximo dia 23 de novembro encontra-se obrigado a apresentações periódicas às autoridades e teve de entregar o passaporte.

Últimas Notícias
Mais Vistos