País

Barco à deriva ao largo de Olhão com seis toneladas de haxixe

Barco à deriva ao largo de Olhão com seis toneladas de haxixe
Polícia Marítima

Polícia Marítima apreendeu uma lancha rápida que não tinha tripulantes.

A Polícia Marítima de Olhão e Tavira apreendeu esta manhã uma lancha rápida à deriva carregada de fardos de haxixe, num total de 6,3 toneladas.

A denúncia foi feita pelas 10h45 por um pescador lúdico que avistou o barco a 5 milhas náuticas (10 km) a sul da ilha da Armona, em Olhão, no Algarve. Os comandos locais da Polícia Marítima de Olhão e Tavira deslocaram-se ao local, bem como o navio NRP Hidra, da Marinha Portuguesa, constatando que o barco não tinha tripulantes e tinha vários fardos de haxixe a bordo.

"À chegada ao local, constatou-se que a embarcação de alta velocidade se encontrava carregada de fardos de estupefacientes, sem tripulantes a bordo, tendo sido posteriormente rebocada pelo navio NRP Hidra para o cais comercial de Faro", informa a Autoridade Marítima em comunicado.

Loading...

Desembarque dos fardos no cais de Faro

No cais de Faro, o repórter da SIC João Tiago acompanhou o desembarque dos fardos. Depois de pesada e analisada a carga, o total ascendia a 6,3 toneladas de haxixe.

Foram encontrados “aproximadamente 180 fardos, que devem rondar as três toneladas”, disse na altura o capitão da capitania de Olhão “Além dos fardos encontrámos roupa usada, mantimentos, água. Pelo menos um, dois dias estiveram de certeza” pessoas no barco.

A lancha estava presa em redes de pesca, explicou o Comandante Alexandre Algarvio, o que poderá ser a razão para o desembarque fracassado.

“Desconhecemos se a lancha estava a navegar sozinha ou se havia outras lanchas do mesmo género”, disse o comandante.

Loading...

Na operação estiveram envolvidos dois elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Olhão e um elemento Troço do Mar da Capitania do Porto de Olhão, apoiados por uma embarcação, dois elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Tavira, apoiados por uma embarcação, bem como o navio NRP Hidra, da Marinha Portuguesa.

A droga será entregue à Polícia Judiciária.

Últimas Notícias
Mais Vistos