País

Dois funcionários do SEF condenados por corrupção

Loading...

Recebiam contrapartidas pela emissão de vistos a cidadãos chineses.

Dois funcionários do SEF foram esta quarta-feira condenados por corrupção. O tribunal deu como provado que recebiam contrapartidas pela emissão de vistos a cidadãos chineses.

O principal arguido, António Ramos, era em 2014, chefe do Departamento de Emissão Documental da Direção Regional de Lisboa do SEF.

Segundo a sentença agora conhecida, 8 anos depois, recebeu contrapartidas de um empresário chinês residente em Portugal e também arguido.

A troco de refeições, presentes e favores sexuais facilitava a emissão de autorizações de residência a vários compatriotas chineses com quem o empresário assinou contratos de prestação de serviços.

Foi condenado por 1 crime continuado de corrupção passiva e outro de abuso de poder.

Todos os factos da acusação foram dados como provados. A defesa diz que não há provas de pagamentos que sustentem a condenação por corrupção 4 anos de cadeia com pena suspensa.

O tribunal condenou ainda o empresário chinês, que nunca compareceu ao julgamento, a quatro anos e meio por corrupção ativa, e um segundo funcionário do SEF a 3 anos e 8 meses de cadeia com pena suspensa por um crime de corrupção passiva que sempre negou.

À saída do tribunal, António Branco, acompanhado pelo advogado., ameaçou o repórter de imagem da SIC.

Últimas Notícias