País

PJ detém falso polícia por suspeitas de violação

Loading...

Homem terá cometido ainda outros crimes como detenção de arma proibida, usurpação de funções, abuso de designação, sinal ou uniforme e dano.

Um homem de 48 anos que se fez passar por polícia, em Portimão, foi detido por suspeitas de violação e outros crimes que terão ocorrido no final de junho, divulgou esta quinta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ adianta que o detido é suspeito de violação, detenção de arma proibida, usurpação de funções, abuso de designação, sinal ou uniforme e dano, crimes que tiveram lugar num apartamento onde a vítima se encontrava, naquele concelho do distrito de Faro.

"Valendo-se da falsa qualidade de agente de autoridade, exibindo para o efeito um crachá e impressos de um órgão de polícia criminal e munido de uma réplica de arma de fogo, criando a convicção de que era real, e outra com dispositivo de emissão de choques elétricos, além de algemas, obrigou a vítima à prática de atos sexuais contra a sua vontade, sem que esta pudesse reagir temendo pela sua vida", lê-se na nota.

Segundo a PJ, no decurso da investigação, "foram obtidos relevantes elementos probatórios, mormente apreensões dos objetos já referidos, que culminaram na sua detenção".

A investigação prossegue com o objetivo de identificar outras possíveis vítimas, sendo que o detido será agora presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Portimão.

Últimas Notícias
Mais Vistos